PESQUISA FAJUTA TENTA MANIPULAR O ELEITOR DO DF


Por Poliglota
Hoje Brasília foi surpreendida com uma pesquisa de opinião pública virtual, diga-se de passagem sem identificação da fonte pesquisadora, sobre quem seriam os nossos representantes ao cargo de Deputados Distritais em 2018, caso as eleições fossem hoje.
À princípio, uma pesquisa desse porte não deveria ser efetuada sem a transparência e, principalmente, sem a anuência de quem de fato irá concorrer. Houve pesquisas dos nomes na sua totalidade? Observei nomes que já declararam tacitamente que não tem nenhuma intenção de concorrer aos pleitos de 2018, como também observei outros nomes que ficaram de fora das “pesquisas”.
Segundo que, antes que deturpem as colocações, quero deixar claro que a crítica não se refere a mim, ex-candidato em 2014 com 6 mil votos e atual vice-presidente de um partido no DF, até porquê já deixei bem claro que não concorrerei ao pleito de deputado distrital. Minha indignação é pelo fato de terem criado uma lista ao bel prazer e com a nítida intenção de induzir o eleitor a escolher seu candidato.

Vamos ao porquê: Temos hoje uma câmara legislativa completamente desacreditada e demonstrado toda falta de interesse no bem coletivo. Deputados coagidos por um governador que não sabe ainda que foi eleito governador. Que tenta se estabelecer à fórceps, sem sucesso, com barganhas. Muitos parlamentares da atual legislatura envolvidos em diversas denúncias de desvio de recursos públicos, conchavos nos bastidores e interesses estritamente pessoais. Outros para serem julgados pela justiça e protelando suas prováveis condenações num jogo sujo e sórdido em conluio com uma justiça, aparentemente, conivente.
Não podemos prever o que acontecerá até 2018, mas pela maturidade política da sociedade brasiliense, muitos poucos dos que estão atualmente nos cargos conseguirão a reeleição, a não ser que utilizem de seu poder financeiro para isso ou da tradicional “moeda de troca”, que é um instrumento de consistência para a afirmação de seus nomes. Todos, absolutamente todos, não estão sendo bem vistos pela sociedade que os elegeram.
A pesquisa, ao apresentar 2,7% de votos brancos e nulos e 7,2% de votos em outros candidatos, já demonstram a imparcialidade de quem a produziu e a falta de interesse do eleitor que não viu o nome de seu provável candidato na listagem. Quem a constituiu não teve o devido cuidado de conhecer o cenário político do DF, apenas se preocupando com nomes que aparecem na mídia, muitos deles por força do poder financeiro ou das facilidades que a máquina administrativa oferece, como a publicidade com recursos públicos. Onde estão, por exemplo, todos os possíveis candidatos militares de 2014, um dos maiores colégios eleitorais do DF conduzidos por excepcionais e atuantes cabos eleitorais e também os policiais civis? Até uma imigrante foi colocada na lista. Seria mais uma brincadeira com a cara do povo de Brasília?
Infelizmente, a sociedade brasiliense terá que conviver com essa atrocidade até 2018. Talvez o que possamos concluir é que isso não passa de mais uma artimanha de quem não tem mesmo o que fazer. Aliás, hoje, por coincidência, conversei com mais de 30 pessoas e dessas, só 0,3% ouviram falar dessa pesquisa.
Até quando vão continuar achando que o eleitor é um verdadeiro palhaço e um boi cabresteado a caminho do matadouro? Acordem políticos do DF!!! Brasília atingiu a maioridade há muito tempo, só os senhores não perceberam. Não aceitamos mais politicagens!

#Acordabrasília #mudançasjá


Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.