TITULO

BOMBEIRO AFIRMA QUE NÃO FAZIA RACHA E ESTAVA NA VELOCIDADE DA VIA NO MOMENTO DO ACIDENTE

O sargento do Corpo Militar de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) Noé Albuquerque Oliveira, de 42 anos, que estaria num suposto racha, se apresentou no início da tarde desta segunda-feira (1º), na 1ª Delegacia de Polícia, localizada na Asa Sul. Após o depoimento o sargento foi liberado.
Em sua defesa, ele negou que estivesse fazendo “pega”. Ele informou que ele e o cunhado – Eraldo José Cavalcante Pereira – vinham de uma festa e que estavam em dois carros acompanhados de suas esposas. Segundo o sargento ele estava na velocidade da via de 80km/h, a uma distância de 300m do carro que se envolveu no acidente.
Ainda em seu depoimento, o bombeiro disse ter ingerido uma “latinha” de cerveja, mas alegou que não chegou a fazer o teste do bafômetro porque o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) não disponibilizava do equipamento no momento. Ele contou que chegou a prestar socorro, mas precisou sair para levar a esposa ao hospital.
A polícia diz que segue com as investigações para apurar se houve racha. A expectativa é que Eraldo José se apresente ainda hoje no mesmo local. A mulher que dirigia um terceiro carro e estava junto com os envolvidos no acidente foi ouvida informalmente na noite de ontem.
A assessoria de imprensa do CBMDF informou que abriu procedimento apuratório e que o mesmo está em andamento. Ainda segundo a nota, todas as informações com relação ao acidente serão esclarecidas no tempo necessário para apuração.

Fonte: Jornal de Brasilia

Um comentário:

  1. Provável dinâmica do PEGA: Festa numa lancha regrada a muito whisk, cerveja etc. Após a festinha, propõem um “pega”. Mandam as mulheres irem na frente juntamente com outros veículos, pra ver quem chega primeiro, se a Land ou o Jetta. Começa o pega, jetta na frente, land atrás. Mais à frente um outro veículo que nada tinha a ver com o pega. É noite, escuro, muita velocidade, ninguém enxerga o pardal, inclusive o veículo envolvido fatalmente, ambos pisam no freio, mas o jetta vinha muito rápido, land logo atrás, e bummm, acontece a tragédia. A pancada foi tão forte que atinge inclusive o das mulheres que estavam à frente, todos param, observam a m... que fizeram, analisam, um foge num carro de apoio, o outro que é bombeiro, liga para o 190, fica um pouquinho, vê que ia se dar mal, e tb foge. É isso! Após tragédia, começa-se um monte de desculpas, mentiras, pra se livrar da cadeia...

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.