COM EFETIVO PRÓXIMO DA METADE DO INDICADO POR LEI, PROGRAMAS SOCIAIS DO CBMDF ESTÃO AMEAÇADOS

Por Aprovados CBMDF
Como é de conhecimento público, o CBMDF oferta alguns projetos sociais, são eles: Programa Aleitamento Materno, Programa Bombeiro Mirim, Programa Bombeiro Amigo e Programa Cão Guia.
O Programa Aleitamento Materno atende todo o Distrito Federal e foi responsável pela distribuição de 16387 porções de leite humano em 2016.Já o Programa Bombeiro Mirim acontece em 12 regiões administrativas do DF e prestou atendimento a 1728 crianças e adolescentes no mesmo período.
O Programa Bombeiro Amigo funciona em cinco regiões administrativas do DF e foi responsável por proporcionar melhor qualidade de vida a 931 idosos em 2016. No mesmo ano, o Programa Cão Guia adestrou 45 cães no DF.
Assim, sabemos a grande relevância desse serviço para a comunidade do Distrito Federal.
Hoje iremos falar sobre o risco que estes projetos, mais especificamente o Programa Bombeiro Amigo, estão passando devido à falta de efetivo da corporação.
Entrevistamos um Bombeiro que faz parte da Assessoria de Programas Sociais no 8º GBM que fica na cidade de Ceilândia, a aproximadamente 30 km de Brasília, e você confere agora na íntegra.
Blog: Boa tarde, somos do blog Aprovados CBMDF 2017 e para chamar atenção para o nosso blog estamos fazendo reportagens sobre projetos que o CBMDF desenvolve. Neste quartel existe o projeto Bombeiro Amigo?
Resposta: Sim temos esse projeto. O projeto Bombeiro Amigo do 8º GBM existe há mais de 15 anos.
Blog: Como Funciona o projeto?
Resposta: O programa Bombeiro Amigo é voltado para pessoas idosas a partir de 60 anos da comunidade de Ceilândia e das cidades onde esse projeto também existe, oferecendo atividades educativas, esportivas e culturais dentro das unidades do Corpo de Bombeiros e também fora delas, ao proporcionar visitas, passeios ou algo relacionado a isso, visando atender a necessidade desse público.
Blog: Existe algum custo?
Resposta: Não, eles são atendidos gratuitamente.
Blog: Todos os militares do quartel estão envolvidos?
Resposta: Não. Os militares são de um órgão específico, chamado Assessoria dos Programas Sociais, e não estão lotados no quartel que funciona o programa. Ficam lotados no Gabinete do Comandante Geral e são divididos nos quartéis conforme o tamanho. Dependendo do tamanho, tem em média 4 a 15 militares para trabalhar com programas sociais, não só com o bombeiro amigo, mas também com o bombeiro mirim.
Blog: E essa demanda de bombeiros na área de Serviço Social, Psicologia, entre outros, agrada no quesito de suprir a necessidade ou necessitaria de mais?
Resposta: Atualmente temos poucos bombeiros para muitas atividades. Foi feita uma pesquisa ano passado e menos de 1,67% dos bombeiros trabalham com programas sociais, então é um público pequeno. Por exemplo, hoje temos em média 100, 105 militares para os programas sociais, então são poucos miliares para muitas atividades. Além disso, como tem muitos militares que já fizeram 30 anos de serviço efetivo, muitos estão indo para a reserva e não estão vindo outros para o lugar, justamente esperando entrar novos bombeiros para recompor o quadro que torna normal todas as atividades.
Blog: Quais são as atividades desenvolvidas?
Resposta: Na Ceilândia a gente tem ginástica, artesanato, informática, dança, horta terapêutica e temos psicoterapia de grupo, essa última que são atividades com psicólogos que são estagiários do IESB da Ceilândia.
Blog: Como faz para se inscrever?
Resposta: Para se inscrever, o idoso precisa procurar o quartel mais próximo de sua residência pessoalmente, podendo ir de manhã ou à tarde e procurar qualquer militar que seja dos programas sociais. Ou pode encaminhar para a CEPA onde ele faz a inscrição no projeto geral, tendo algumas atividades que tem vagas e outras não.
Blog: As aulas ocorrem em quais dias da semana?
Resposta: Cada atividade tem um dia conforme o cronograma entregue, então tem atividade todos os dias. Por exemplo, a ginástica acontece dias de segunda, quarta e sexta; o artesanato só tem dias de segunda e quarta; a dança só tem na quinta. Então, depende muito da atividade, mas todos os dias tem alguma atividade.
Blog: Existe alguma dificuldade no projeto que vocês queiram e possam relatar?
Resposta: Existe dificuldade de pessoal, pois tem poucos militares. E outra dificuldade são as instalações físicas que nem sempre são adequadas para a atividade, as vezes uma sala de aula que não tem carteira, o ambiente muito quente, falta copo descartável, então temos a dificuldade de recursos materiais.
Blog: Existem outros projetos desenvolvidos aqui, como o Bombeiro Mirim?
Resposta: Sim, aqui tem o bombeiro mirim, tendo bastante tempo que já funciona, e ele atende criança de 7 a 14 anos, dias de segunda, terça e quinta.
Vemos que a falta de efetivo tem colocado em risco esses projeto que são tão importantes para estes cidadãos.

Leia também: BOMBEIROS ATENDEM ATROPELAMENTO NA DF-251

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.