BANCOS DE LEITE HUMANO PRECISAM DE MAIS DOAÇÕES

Dezembro e janeiro registram baixo estoque por serem período de férias. Cada pote doado pode alimentar até dez bebês.
Dezembro e janeiro são, historicamente, meses em que as doações de leite humano caem, em razão do período de férias e festividades. Frente a essa realidade, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal desenvolve um conjunto de ações para incentivar a adesão de novas doadoras.
O trabalho de convencimento tem surtido efeito, segundo informou a coordenadora dos Bancos de Leite Humano da pasta, Miriam Santos. “Conseguimos que novas doadoras entrassem no início de dezembro e esperamos melhorar o resultado até o fim deste mês”, estima.
Nas últimas semanas, foi intensificada uma campanha de mídia na televisão, no rádio e via Internet para estimular as mães. “Esperamos que o esforço se traduza em adesões”, acredita a coordenadora. Cada pote doado pode alimentar até 10 bebês.
De janeiro a 30 de novembro foram coletados 15.154 litros de leite humano no DF, de 5.258 mães. Com as ações implementadas pela secretaria, a expectativa é que, até o fim de 2017, seja superado o número de doadoras do ano passado.
O leite humano doado entre janeiro e 30 de novembro deste ano foi suficiente para alimentar 9.676 bebês, quantidade superior à de todo o ano passado (9.138).
Em 2016, foram 5.381 doadoras. Faltam pouco mais de 100 para alcançar esse número. “Tenho certeza de que podemos superar esse montante”, prevê Miriam.
Conforme a coordenadora, anualmente, entre 300 e 400 mães se dispõem a contribuir. “É bom lembrar que toda mulher em fase de amamentação é potencial doadoras de leite materno. Precisamos que mais mulheres colaborem”, convoca,
O DF tem uma média de 55 mil nascimentos por ano nas redes pública e particular de hospitais e uma média de 5.550 doadoras. “Estamos atingindo em torno de 10% da população-alvo. É preciso reforçar para as mulheres a importância desse gesto”, comenta a coordenadora.



Mães interessadas em doar podem entrar em contato pelo telefone 160, opção 4, pelo site Amamenta Brasília ou pelo aplicativo do programa. Para saber como se cadastrar, bem como obter orientações de como fazer a coleta e o armazenamento do leite, elas podem acessar o site da Secretaria de Saúde.
Fonte: Agência Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.