LÍDER COMUNITÁRIO DE PLANALTINA É CONDENADO POR TENTATIVA DE EXTORSÃO

Por Bombeiros DF
O líder comunitário Sanderson Brito de Sousa foi condenado a 5 (cinco) anos e 4 (quatro) meses de Reclusão, mais treze dias-multas.
Sanderson foi condenado pelo Decreto Lei nº 2.848 de 07 de dezembro de 1940 artigo 1º - Se o crime é cometido por duas ou mais pessoas, ou com emprego de arma, aumenta-se a pena de um terço até metade.
Nas eleições de 2014 Sanderson Brito foi candidato a de deputado distrital no Distrito Federal pelo Partido Pupular Socialista(PPS), obtendo apenas 181 votos, natural de Brasília Sanderson se envolveu em várias polemicas na cidade de Planaltina/DF.
Mais seu jeito agressivo de querer aparecer logo lhe traria consequências, em 2016 a deputada distrital Celina Leão denunciou Sanderson por uma possível extorsão. Celina relatou que, oito dias após a conversa no gabinete dela, Sanderson voltou a procurá-la. Dessa vez, com mais agressividade. Opolítico de Planaltinaenviou mensagens ameaçadoras para o aparelho celular da assessora da deputada. Em uma das chantagens, disse que faria manifestação em frente à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) pedindo a renúncia da deputada.
Na época a Deputada chegou a abrir uma ocorrência policial contra Sanderson.
O “Líder Comunitário “ negou, mais o diretório estadual do Partido Popular Socialista (PPS) confirma o pedido de expulsão da legenda do ex-candidato. “Considerando, de um lado a insignificância desse filiado e, de outro a gravidade de sua postura e das denúncias de seu caráter já encaminha pela sua expulsão do PPS. ”, assegura Chico Andrade, presidente do PPS.
Mais por onde anda o tal Líder Comunitário? Porque excluiu o seu facebook? Cadê seus vídeos polêmicos?

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.