.

PSL LANÇA PRÉ-CANDIDATURA DE MAJOR OLIMPIO À PRESIDÊNCIA DO SENADO


Presidente do partido, Luciano Bivar, fez anúncio oficial após reunião da bancada no Congresso. Senador eleito, Major Olimpio disse que, à frente do Senado, buscará aprovação de medidas do novo governo.
Por Fernanda Calgaro
Após reunião com parte da bancada do PSL no Congresso, o presidente nacional do partido, deputado federal eleito Luciano Bivar (PE), anunciou nesta quinta-feira (3) oficialmente o lançamento da pré-candidatura do senador eleito Major Olimpio (SP) à Presidência do Senado.
Para a pré-candidatura virar candidatura de fato precisa ser registrada na Secretaria-Geral da Mesa, o que geralmente ocorre na véspera ou no dia da eleição, marcada para 1º de fevereiro.
Hoje, na nossa reunião, o partido entendeu que o Major Olimpio é o nosso candidato ao Senado Federal”, disse Bivar.
Olimpio afirmou que foi convidado formalmente por Bivar durante a posse do presidente da República, Jair Bolsonaro, na terça-feira (1º), e que tinha ficado de “amadurecer” a ideia. Ele chegou a divulgar um vídeo na quarta dizendo que aceitava a indicação, mas ainda não havia tido o anúncio oficial.
O senador eleito disse que, a princípio, a ideia do PSL era integrar uma união de partidos em torno de um candidato de outra legenda, mas que o partido decidiu lançar uma candidatura própria.
Até então, todos sabem que a minha articulação pelo PSL junto aos senadores era justamente na busca da união de candidaturas pré-colocadas, principalmente as candidaturas do Davi Alcolumbre [DEM-AP], do Tasso Jereissati [PSDB-CE], do Alvaro Dias [PODE-PR], do Esperidião Amin [PP-SC]. E, agora, com essa missão do partido, eu me coloco como mais uma dessas opções, prosseguindo nesse processo de agregação e de fortalecimento para termos uma candidatura sólida com chance de vitória para a Presidência do Senado”, disse o senador eleito.
Olimpio afirmou que foi convidado formalmente por Bivar durante a posse do presidente da República, Jair Bolsonaro, na terça-feira (1º), e que tinha ficado de “amadurecer” a ideia. Ele chegou a divulgar um vídeo na quarta dizendo que aceitava a indicação, mas ainda não havia tido o anúncio oficial.
O senador eleito disse que, a princípio, a ideia do PSL era integrar uma união de partidos em torno de um candidato de outra legenda, mas que o partido decidiu lançar uma candidatura própria.
Até então, todos sabem que a minha articulação pelo PSL junto aos senadores era justamente na busca da união de candidaturas pré-colocadas, principalmente as candidaturas do Davi Alcolumbre [DEM-AP], do Tasso Jereissati [PSDB-CE], do Alvaro Dias [PODE-PR], do Esperidião Amin [PP-SC]. E, agora, com essa missão do partido, eu me coloco como mais uma dessas opções, prosseguindo nesse processo de agregação e de fortalecimento para termos uma candidatura sólida com chance de vitória para a Presidência do Senado”, disse o senador eleito.

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.