.

ROOSEVELT VILELA NA MIRA DA POLÍCIA FEDERAL


O órgão de investigação fez oitivas com testemunhas e tem convocado ex-servidores de administrações regionais para depor no caso que envolve o distrital

Distrital sob suspeita

O deputado distrital Roosevelt Vilela (PSB/foto) está sendo investigado pela Polícia Federal por supostas irregularidades durante a campanha eleitoral de 2018. O órgão de investigação fez oitivas com testemunhas e tem convocado ex-servidores de administrações regionais para depor. Além de um possível caixa 2 de campanha, há a suspeita na PF de que o parlamentar chegou a supostamente utilizar cargos públicos nas administrações regionais para pagar salários de campanha.

Polícia Federal suspeita

Em ofício à Casa Civil, ainda sob o comando de Eumar Novacki, A PF chegou a solicitar todos os atos de nomeações e exonerações dos cargos vinculados às administrações regionais do Park Way, da Candangolândia e do Núcleo Bandeirante, de abril a dezembro de 2018 (o prazo contempla o período eleitoral).

Direito de resposta I

Em resposta à coluna, a assessoria do distrital afirmou que o parlamentar “está ciente” da investigação e que trata-se de “uma informação anônima e caluniosa”. Por meio de nota, o distrital disse que não chegou a ser indiciado, nem ouvido pela PF. “A Polícia Federal está fazendo o seu papel legítimo de investigar e buscar a verdade”, enfatizou.

Direito de resposta II

O gabinete também informou que o “deputado alcançou votação importante em diversas Regiões Administrativas, não havendo uma região determinante”. “Roosevelt Vilela foi eleito distrital de forma transparente e justa como o pleito deve ser e suas contas foram aprovadas junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE)”, concluiu.
Em segunda resposta, a assessoria de imprensa negou que o parlamentar seja o foco da investigação.
Fonte: Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.