BRASIL QUER SER GRANDE EXPORTADOR NA ÁREA DE DEFESA


Brasil vem conseguindo eliminar alguns obstáculos no que diz respeito a financiamentos e garantias no setor.
Informações do Ministério da Defesa apontam que o Brasil vai retornar a ser um dos grandes exportadores de produtos de defesa.
A média histórica de exportações, que nos últimos anos alcançou R$ 900 milhões, está próxima de atingir R$ 1,5 bilhão este ano.
O secretário de produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Marcos Degaut Pontes, afirmou que esse valor pode chegar a R$ 6 bilhões até 2022, embora ainda seja baixo o percentual de participação do setor na pauta do comércio exterior. 
Degaut Pontes participou, nesta quinta-feira (21), do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex) 2019, no Centro de Convenções Sul América, na região central do Rio de Janeiro.
O secretário esclareceu que a produção brasileira nesta área é extensa e inclui desde aviões de treinamento até aviões de ataque leve, sistema de controle de tráfego aéreo e sistema de defesa, informa o site UOL.
Fonte: Renova Mídia

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.