EQUIPE DO GOVERNO REFORÇA TRABALHO EM VICENTE PIRES


Grupo começou a abrir bocas de lobo na rua 8, para conter efeitos de tempestades
Após fortes chuvas nesta segunda-feira (25) em Vicente Pires, o Governo do Distrito Federal remanejou a equipe do Polo Central II do GDF Presente para ajudar a amenizar os problemas causados na região. O grupo de trabalho ficará no local por tempo indeterminado.
Foram disponibilizados quatro caminhões basculantes toco, quatro caminhões basculantes trucado, um caminhão pipa de 20 mil litros, duas pás carregadeiras, duas motoniveladoras, uma retroescavadeira, um rolo compactador, três bobcats (máquina escavadeira) e quatro caminhões. A mão de obra também ganhou reforço e, agora, mais 18 homens contribuem com o trabalho.
O chefe de gabinete da Administração Regional de Vicente Pires, Samuel Konig, conta que a administração está atenta ao andamento do trabalho. “Nós estamos com diversas obras. Então, são naturais os transtornos vindos da chuva. Vicente Pires não teve um estudo enquanto foi crescendo, por isso os problemas”, explica.
Hoje, quando chove, nossa preocupação é com a rua 8, a rua 3, um trecho de 150 metros da rua 4 e a marginal da EPTG, pois elas não tinham um planejamento de drenagem feito. Nós já conseguimos reduzir bastante esses impactos, mas eles não somem 100% da noite para o dia”, acrescenta o chefe de gabinete.
O trecho de 600 metros a partir da rua 10 (sentido EPTG) foi o mais abalado com a última chuva. O local está com a drenagem pronta, mas, como não existe um contrato vigente com empresas de obras, ficou determinado que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF) será responsável por fazer o recapeamento de todo o perímetro por meio de obra direta. A equipe aguarda a redução das chuvas para iniciar o trabalho (veja o andamento das obras em Vicente Pires, rua por rua, ao fim desta reportagem).
Pós-chuva

A equipe levantou os principais pontos abalados pelo temporal e está trabalhando, prioritariamente, para devolver a trafegabilidade. Para isso, entrou em operação uma máquina retroescavadeira que retirou todo o excesso de lama e entulhos acumulados no local. Em seguida será colocada uma camada de cascalho para garantir que os carros voltem a circular.
Nós vamos descarregar 100 caminhões de cascalho e, se chover amanhã, faremos novamente [a intervenção]. Estamos aqui para trabalhar e cumprir tudo o que foi determinado pelo nosso governador”, completa Samuel.
A partir desta terça-feira (26) a equipe de obras também começou a abrir bocas de lobo na rua 8. Com isso, menos água chegará até a rua 3, pois a água da rua 8 será toda escoada pelas bocas de lobo.
Empresário da área de educação física, Bruno Conrad Braga, 39 anos, passou por grandes problemas em 2018 ao ver o número de alunos cair de 220 para 150 devido à falta de estrutura em sua rua.
Eu não defendo nenhum partido político, mas eu sei ser justo. Nas chuvas do ano passado, tivemos um cliente da minha academia com seu carro caído dentro de um buraco. A minha clientela foi desaparecendo. Hoje eu já vejo uma nova Vicente Pires. Nós trabalhamos muito e trouxemos meus clientes de volta, mas eu sei que o trabalho do governo contribuiu muito para isso”, comemora Bruno.
É impossível realizar obras de estrutura dessa magnitude sem causar transtornos, mas eu vejo que o governo tem tentado minimizar o impacto das obras, mesmo diante das chuvas”, arremata o empresário.
Também empreendedor da região, Marcos Aurélio Ferreira, 54 anos, relata que o movimento caiu após as obras. Mas ele não reclama, pois tem visto esforços do governo para resolver a situação.
A chuva trouxe bagunça, mas nada comparado à satisfação que tenho ao ver que a obra finamente andou. Estou aqui há 20 anos com o meu comércio e nunca tinha visto gente atuando dessa forma. Está tudo praticamente pronto. Parece até mentira!”, comemora o morador.
Confira o andamento das obras de infraestrutura em Vicente Pires, rua por rua:
Rua 3 – O trecho que vai da marginal da Estrutural até a rua 10 está concluído. Obras de drenagem em andamento no trecho que vai da rua 10 até a chácara 51. A previsão é de que este trabalho seja finalizado nos próximos dias. Serviços de pavimentação asfáltica do trecho que vai da rua 10 até a rua 8 (600 metros) serão realizados pelo DER/DF. Serviços de pavimentação asfáltica do trecho que vai da rua 8 até a EPTG serão realizados pela empresa GW;
Rua 3B – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de meios-fios concluídos. Calçadas serão finalizadas em 2020;
Rua 3C – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de meios fios concluídos. As calçadas serão finalizadas em 2020;
Rua 4 – Dos 3,1 quilômetros de extensão, 2,6 estão concluídos. No momento os serviços se concentram em terraplanagem e pavimentação entre as chácaras 300 e 297. Também estão sendo instalados meios-fios e calçadas na região. Serviços de pavimentação asfáltica somente serão finalizados em 2020;
Rua 4A – Os serviços de drenagem, pavimentação asfáltica, meios-fios e calçadas somente serão realizados em 2020;
Rua 4B – Serviços de drenagem e pavimentação concluídos. A construção e a revitalização de meios-fios e calçadas serão finalizadas em 2020;
Rua 4C – Obras de drenagem e pavimentação concluídas;
Rua 5 – Pavimentação concluída no trecho que vai do Balão do Horácio à Panificadora Bonanza. Parte dos serviços foi executada pelo DER. No restante da via, obras de drenagem, pavimentação, meios-fios e calçadas serão finalizadas em 2020;
Rua 6 – Serviços de drenagem e pavimentação concluídos. A construção e a revitalização de meios-fios e calçadas serão finalizadas em 2020;
Rua 7 – Obras de terraplanagem em andamento no trecho situado entre as ruas 6 e 8. A previsão é de que esses serviços sejam concluídos nos próximos dias. Obras de drenagem e pavimentação concluídas nos trechos situados entre as ruas 12 e 8 e entre as ruas 6 a 4. Obras relativas a meios-fios e calçadas serão finalizadas em 2020;
Rua 8 – Obras de drenagem em andamento no trecho que vai da chácara 183B à rua 5. A previsão é de que os serviços sejam finalizados nos próximos dias. A Administração Regional de Vicente Pires vai atuar no local para garantir a trafegabilidade da via durante o período chuvoso. Serviços de pavimentação asfáltica só serão realizados em 2020;
Rua 10 – Serviços de drenagem e pavimentação concluídos. Obras relativas a meios-fios e calçadas serão finalizadas em 2020. Parte dos serviços foi executada pelo DER/DF e pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap);
Rua 12 – Obras de drenagem e terraplanagem em andamento. A conclusão dos serviços de drenagem e a pavimentação da totalidade da via estão previstas para 2020;
Colônia Agrícola Samambaia – O contrato do Lote 2, que contempla a área, será licitado novamente. O projeto está em processo de readequação para a realidade do local, uma vez que o plano original é de 2008. A previsão é de que a licitação seja realizada no primeiro semestre de 2020 e que as obras correspondentes comecem no segundo semestre;
Lagoas de detenção – Apesar de grandiosas, as lagoas de detenção que fazem parte do sistema de drenagem de águas pluviais do Setor Habitacional Vicente Pires passam despercebidas pela população. Além de contribuir para o fim dos alagamentos, as lagoas têm a função de deter sedimentos e detritos transportados pelas chuvas, antes de serem lançados nos córregos e rios da região. O projeto prevê a construção de 22 lagoas (14 já estão concluídas) e 85 dissipadores (40 já finalizados).

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.