1º E 2º SUPLENTES DE FLÁVIO BOLSONARO DEIXAM PSL PARA APOIAREM DORIA E WITZEL


Por Bombeiros
Paulo Marinho é um conhecido empresário no Rio de Janeiro, foi indicado ao cargo de primeiro suplente de Flávio Bolsonaro por Gustavo Bebianno. Atualmente, o empresário abandonou o PSL e ingressou no PSDB junto com Bebianno para trabalhar pela candidatura de João Doria em 2022.
O segundo suplente de Flávio Bolsonaro, Léo Rodrigues, se desfiliou do PSL para continuar como secretário estadual de ciência e tecnologia no governo do Rio de Janeiro, comandado por Wilson Witzel (PSC) após o PSL-RJ ir para oposição.
A última investida contra Flávio contou com o apoio da grande mídia que tentam a todo custo igualar Jair Bolsonaro à esquerda corrupta. Por coincidência, estes mesmos canais de comunicação sempre falam muito bem de João Doria e Witzel.
Nesta situação a perda de mandato de Flávio Bolsonaro só vem a beneficiar os prováveis candidatos a presidência em 2022, que usaram o problema contra Jair Bolsonaro.

                   Nesta situação a perda de mandato de Flávio Bolsonaro só vem a beneficiar os prováveis candidatos a presidência em 2022, que usaram o problema contra Jair Bolsonaro.

Postar um comentário

0 Comentários