APÓS AMEAÇA DO PCC SECRETÁRIO REFORÇA SEGURANÇA PESSOAL

Por Victor Fuzeira e Mirelle Pinheiro
Ameaças a Anderson Torres partiram de detento da Papuda ligado ao Comboio do Cão
O secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, foi alvo de ameaças de um membro de facção criminosa que se encontra preso no Complexo Penitenciário da Papuda. O detento é integrante do Comboio do Cão.
Segundo fontes ligadas à investigação do caso na Polícia Civil (PCDF) e no Departamento Penitenciário Nacional (Depen), as ameaças foram forjadas para que o detento conseguisse ser transferido ao presídio federal. No local, estão presos integrantes de outra facção criminosa, o Primeiro Comando da Capital (PCC). Entre os detidos da unidade prisional federal, está Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola – líder do PCC.
Torres confirmou, nesta sexta-feira (10/01/2020), ter sido informado das ameaças e que, por isso, irá “reforçar a segurança pessoal”. “Eu fiquei sabendo, mas não estou por dentro dos detalhes. Vamos apurar direitinho, saber quem foi que fez isso e responsabilizá-lo”, disse o secretário.
O Comboio do Cão surgiu no Recanto das Emas, mas expandiu a atuação para Santa Maria e Gama. Além de tráfico e homicídios, o grupo é acusado de roubos e rufianismo, que consiste em obter lucro por meio da exploração de prostituição alheia.
O bando age, inclusive, dentro de presídios. Em outubro do ano passado, a facção foi alvo de mega operação da PCDF que resultou na prisão de 49 integrantes.
Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

disqus'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.