GOVERNADORES DO GOIÁS E ACRE ACEITAM DISCUTIR REDUÇÃO DO ICMS DOS COMBUSTÍVEIS.


Por Bombeiros DF
O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, afirmou por meio de suas redes sociais, que está disposto a levar adiante a discussão da proposta do presidente Jair Bolsonaro que reduz o ICMS sobre combustíveis.
Além de Caiado, o governador do Acre Gladson não descartou reduzir o ICMS, porém diz que o assunto deve ser tratado com “delicadeza”.
Caiado e outros governadores estiveram presentes em evento que comemorou os 400 dias do governo Bolsonaro na última quarta-feira (5), em Brasília, onde o tema foi discutido. Apesar da disposição em seguir dialogando, o governador espera alterações que não prejudiquem os caixas dos estados.
A revolta do cidadão brasileiro com a alta carga tributária que é paga sem receber de volta as obrigações de municípios, estados e União é indiscutível. A minha posição em relação a redução do ICMS dos combustíveis será de levar adiante a proposta que o presidente Jair Bolsonaro fez ontem a nós, durante o seu pronunciamento no evento de 400 dias de seu governo: buscar o diálogo para uma solução diante de um problema que municípios, estados e União têm culpa. É imprescindível uma reunião entre todos os chefes dos executivos estaduais com o presidente para entrarmos em um consenso. Só assim vamos conseguir alcançar as mudanças que a população espera de nós.”, afirmou Caiado.
O governador Gladson, informou que a redução pode ser feita no estado do Acre. "Com toda certeza. Nós já provamos que existe essa possibilidade. A prova é o ICMS do querosene que nós criamos esse benefício para facilitar e ter mais voos e oportunidades de voos diurnos para o nosso estado, que baixei de 20% para 3%", disse o governador.
Com informação do G1 e República de Curitiba

Postar um comentário

0 Comentários