APÓS AVANÇO DE GOVERNOS CONSERVADORES, A ORDEM É QUEBRAR A ECONOMIA MUNDIAL

Por Bombeiros DF
Em muitos países os conservadores estão ganhando as eleições, trocando presidentes de esquerda por presidentes conservadores.
Essa mudança foi motivo de desespero para a esquerda mundial e isso ficou muito claro quando dias depois que Trump ganhou a eleição no ano de 2016, George Soros foi na mídia e disse: “Trump é a pedra no sapato para nova ordem mundial”.
O efeito Trump fez com que a economia dos EUA se recuperasse e  a eleição que está próxima, a princípio, não tem candidato para vencer o atual presidente dos EUA.
Portanto, a saída que a esquerda encontrou foi quebrar a economia mundial, isso faria com que a sensibilidade da população voltasse  contra os atuais presidentes conservadores por possivelmente terem quebrado a economia do país. 
Com a ação em curso um novo espaço será aberto para a esquerda assumir o controle, colocando um socialista ou comunista a frente do país, firmando assim um plano global que está em curso. E vale ressaltar, que a grande mídia não vai te contar isso porque ela faz parte de todo o plano.A função da mídia nesse exato momento é causar histeria e o pânico generalizado na população.
Muitos já estão aplaudindo o socialismo em sua aparência, pois já comemoram o controle sobre as massas porque a população estão dentro de casa, não podendo sair, comércio fechado.
No Brasil, entre uma das articulações para quebrar a economia foi justamente atacar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de criar uma medida provisória, em que, o trabalhador ficaria em casa através de uma suspensão do contrato de trabalho durante 4 meses, dando fôlego para o empregador. Com isso, o empregado não perderia o emprego e o estado entraria com o seguro desemprego por quatro meses auxiliando o empregador e combatendo o aumento do desemprego.
Entretanto, Rodrigo Maia, STF e outras pessoas como Marcelo Freixo, Haddad, Dilma e Lula  foram contra o art.18 da MP falando que seria uma afronta,  pois estaria tirando direitos do trabalhador. O discurso foi justamente para que o presidente Bolsonaro voltasse atrás, pois ele sabia que a MP seria derrubada por inteira no Congresso Nacional e no STF, assim foi obrigado a retirar o art. 18.
A ação foi coordenada justamente para que o desemprego avance.
O chefe da XP investimentos realizou cálculos e no pior cenário o Brasil terá 40 milhões de desempregados só pelo motivo da retirada do art. 18 da MP. Porém, o artigo retirado era justamente para proteger o empregado que por quatro meses estaria em casa fazendo cursos e com o seguro desemprego, depois voltaria para seu emprego. A medida evitaria que o empregador quebrasse e o desemprego aumentasse.



Um comentário:

  1. Deus é Brasileiro, vamos sair dessa e decolar rumo ao progresso!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

disqus'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.