GDF DISTRIBUI 40 MIL MÁSCARAS E CONSCIENTIZA POPULAÇÃO SOBRE O COVID-19

Ação se concentra nas quatro cidades onde avançam os casos confirmados da doença: Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Samambaia e Estrutural
Atendendo orientação do governador Ibaneis Rocha, o Governo do Distrito Federal realiza uma grande operação neste domingo (31) para conscientizar a população em relação às medidas protetivas contra a infecção do coronavírus, em especial o uso da máscara facial, e de fiscalização ao funcionamento do comércio. A ação se concentra em quatro cidades onde os casos confirmados de Covid-19 avançam e recebem mais atenção do governo: Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Samambaia e Estrutural. Ao todo, 40 mil máscaras de tecido foram distribuídas para a população dessas cidades.
A força-tarefa mobilizou mais de 100 servidores de diferentes órgãos como a Secretaria de Governo, o DF Legal, Corpo de Bombeiros, polícias Civil e Militar e Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), além dos funcionários das administrações regionais das quatro cidades. Em todos os dias da semana que se encerra o GDF distribuiu máscaras nessas cidades, uma média de 5 mil por dia.
“Vivemos um momento importante no combate à essa doença e precisamos de colaboração da sociedade. É preciso observar as regras do funcionamento do comércio, aquilo que não está autorizado não pode abrir. E a população tem que usar a máscara, que protege a si e ao próximo, observar o distanciamento, o uso do álcool gel, a medição de temperatura”, afirmou o secretário de Governo, José Humberto Pires, que coordenou a ação.
“Com a adoção de todas as medidas mitigadoras recomendadas, vai dar certo. E precisamos que dê certo”, completou.
De acordo com o secretário do DF Legal, Gutemberg Tosatte Gomes, os servidores do órgão fazem fiscalizações diárias no DF com um caráter educativo. Mas, neste domingo, o orientação era fechar estabelecimentos comerciais que fossem flagrados em funcionamento sem autorização. “A obediência às regras vai muito além de fazer cumprir uma legislação. Trata-se de preservar vidas”, ressaltou.
A Ceilândia registra 955 casos e lidera a lista de cidades com o maior número de contaminados por coronavírus. Lá, a equipe começou o trabalho pelos arredores da Feira Central, região que concentra uma grande circulação de pessoas.
Havia uma fila de moradores na porta da feira, que tem o acesso controlado. Mas o desrespeito às regras acontecia do lado de fora, com a venda de frutas por dezenas de vendedores ambulantes, o que é proibido.
Aglomeração
Os fiscais conversaram com os ambulantes e pediram que eles recolhessem as mercadorias e deixassem o local. Até o fim da manhã, no entanto, os agentes do DF Legal apreenderam os produtos de cinco vendedores que ignoraram os pedidos e retornavam ao local, depois de simular uma retirada. No Sol Nascente/Pôr do Sol, uma partida de futebol em um campo sintético foi interrompida, uma aglomeração em uma pista de skate foi dispersada e um bar, aberto com uma mesa de sinuca funcionando, foi interditado.
Fonte: Agência Brasília

Postar um comentário

0 Comentários