MAIA DIZ QUE SENADO ERROU E DEFENDE ‘PUNIÇÃO SEVERA’ COM IMPLICAÇÕES CRIMINAIS NA PL DAS FAKE NEWS


Por Marcos Rocha
Durante transmissão ao vivo promovida Genial Investimentos, nesta terça-feira (7), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu o projeto de lei que afirma combater as notícias falsas na internet.
De acordo com o parlamentar, o PL deve ser levado a plenário nas próximas duas ou três semanas.
Ao comentar sobre o texto aprovado no Senado, Maia considerou um ‘erro’ a Casa ter retirado a previsão de punições criminais para quem for enquadrado como propagador de fake news.
Tem que ter uma punição severa. Acho que um dos erros do Senado foi tirar os tipos penais que estavam previstos no projeto. Mas vamos ver se a Câmara avança. Estamos criando um ambiente de diálogo com os deputados que estão interessados na matéria para que em duas ou três semanas a gente possa ter o texto pronto dialogado com a sociedade e possa ir à voto”, declarou.
O presidente da Câmara disse ainda que já foi alvo de notícias falsas na internet. Segundo ele, apoiadores de Jair Bolsonaro criaram uma ‘estrutura radicalizada’ no ambiente digital após a eleição do atual presidente.
Acho que de 2019 para frente, essa estrutura mais radicalizada que apoia o presidente, não necessariamente ele está dentro, tem atacado de forma muito virulenta. E precisa de um marco legal que garanta a liberdade de expressão e que nos dê caminho para chegar nos financiadores disso e que tenha punição”, afirmou.
Fonte: Conexão Política

2 comentários:

  1. Os congressistas e ministros do STF não estão preocupados com as mentiras da internet e sim com MEDO DAS VERDADES nela postadas!

    ResponderExcluir
  2. A campanha eleitoral também tem que ser retirada, é pura Fake News, mentem descaradamente na cara do povo, deveria ter crime previsto também.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.