MAIS DE 500 MIL EMPRESAS FECHARAM AS PORTAS POR CAUSA DA PANDEMIA

Pandemia foi responsável por 39% dos fechamentos de empresas
A pandemia de covid-19 foi responsável pelo fechamento de 4 em cada 10 empresas com atividades encerradas na 1ª quinzena de junho, segundo levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
Os dados fazem parte dos primeiros resultados da Pesquisa Pulso Empresa: Impacto da Covid-19 nas Empresas. Eis a íntegra (1 Mb).
Das 1,3 milhão de empresas fechadas –temporária ou definitivamente– no período 522,7 mil (39,4%) foram por causa da doença. Quase que a totalidade (99,2%) destas empresas eram de pequeno porte: 518,4 mil. O IBGE considerou para este nível os empreendimentos com até 49 empregados.
O Brasil também fechou 4,1 mil (0,8%) empresas de porte intermediários e 110 grandes.
Segundo o IBGE, quase 50% destes empreendimentos que foram encerrados na 1ª quinzena de junho eram de serviços –setor responsável por aproximadamente 60% do PIB (Produto Interno Bruto). Comércio respondeu por 36,7%, enquanto construção e indústria 7,4% e 6,4%, respectivamente.
Estima-se que o Brasil tinha 4 milhões de empresas na 1ª quinzena de junho, sendo que 67,4% estavam em funcionamento total ou parcial. Outras 15% estavam fechadas temporariamente e 17,6% fecharam em definitivo.
Do total de empresas em funcionamento, 70% disseram que a pandemia teve impacto negativo. Outras 16% declararam que o efeito foi pequeno ou inexistente. Só 14% disseram que o impacto foi positivo.
A queda nas vendas ou serviços comercializados em decorrência da pandemia foi sentida por sete em cada dez empresas em funcionamento na 1ª quinzena de junho em relação a março, quando começaram as medidas de isolamento para combater o novo coronavírus. A queda nas vendas foi sentida por 70,9% das companhias de pequeno porte.
PAGAMENTO DE IMPOSTOS
O IBGE estimou que 1,2 milhão (44,5%) das empresas em funcionamento adiaram o pagamento de impostos desde início de março, sendo que mais da metade (51,9%) considerou ter recebido apoio do governo na adoção dessa medida.
Mais de 348 mil (12,7%) conseguiram crédito emergencial para pagamento da folha salarial desde o início da pandemia. Desse total, quase 7 em cada 10 (67,7%) consideraram ter tido apoio do governo na adoção dessa medida.
EMPREGOS
Mais de 60% das empresas mantiveram o número de funcionários na 1ª quinzena de junho em comparação com o início de março. Outros 34,6% indicaram redução no quadro de empregados.
Das companhias que diminuíram, a maior parte (mais de 32%) cortaram de 26% a 50% a quantidade de funcionários.
Fonte: Poder 360

Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.