SERVIDORES PÚBLICOS DO DF TERÃO CONVÊNIO MÉDICO

Acordo entre Inas e BRB vai atender mais de 170 mil servidores do GDF, entre ativos e inativos e comissionados.
O acordo histórico entre Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal (Inas) e o Banco de Brasília desempoeirou uma reivindicação antiga dos servidores públicos jamais atendida: a criação do plano de saúde.
Nesta terça-feira (7/7) foi assinado, na presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, documento de cooperação técnica que vai oferecer convênio médico aos mais de 170 mil servidores do Governo do Distrito Federal, entre ativos e inativos e comissionados.
Intitulado Saúde-DF, o plano cobrirá ainda despesas medidas dos dependentes. Com isso, o total de vidas cobertas pelo convênio chegará a 400 mil. O BRB Saúde – que faz parte da holding do Banco de Brasília – oferecerá sua expertise em operação de plano de saúde. O banco gere o seu próprio plano e possui uma carteira de 15 mil vidas.
O BRB Saúde disponibilizará para o Inas todo o sistema operacional de informática, de telefonia e de rede de atendimento. “Temos uma grande oportunidade de dar uma condição de saúde para o servidor do Distrito Federal. A gente vai trazer a expertise da BRB Saúde desenvolvida no plano de saúde dos servidores do BRB e passa a oferecer essa mesma qualidade aos servidores do Distrito Federal”, frisa o presidente do BRB, Paulo Henrique Rodrigues, um dos signatários do acordo.
Além do aparato tecnológico e logístico, o BRB Saúde vai emprestar a sua carteira de hospitais e clínicas conveniadas. A relação será transferida automaticamente ao Saúde-DF. “A partir dessa junção de forças, vamos reduzir os custos e fazer com que o plano custe bem abaixo do mercado”, acrescentou Paulo Henrique.
Mas esse catálogo poderá ser aumentado em breve. O Inas lançará edital para credenciamento dos hospitais e clínicas que farão parte do Saúde-DF. “Já temos os preços e ainda continuamos a negociar com todos os hospitais de grande porte”, disse o presidente do Instituto, Ney Ferraz Júnior.
De acordo com o secretário de Economia, “o Governo do Distrito Federal tomou mais uma importante decisão em benefício ao servidor público. A medida trará tranquilidade, garantindo o atendimento à saúde de qualidade. Além disso, vai desafogar o sistema de Saúde do DF, levando essa parcela da população aos hospitais privados”, destacou o secretário André Clemente.
Fonte: Agência Brasilia

Um comentário:

  1. Antes tarde duque nunca Era uma reivindicação que vem há décadas só tenho que agradecer

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.