GILMAR ANULA EFEITOS DE AÇÃO COM BASE NA DELAÇÃO DE PALOCCI E BENEFICIA LULA

Gilmar beneficia Lula
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, anulou nesta quinta-feira (21), os efeitos de uma operação de busca e apreensão realizada em 2019, pela Polícia Federal (PF), na casa do banqueiro André Esteves, sócio do BTG Pactual, e também na sede da instituição financeira.
Conforme o entendimento de Gilmar, a medida foi baseada exclusivamente na palavra de um delator, Antônio Palocci.
A busca havia sido autorizada pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara da Justiça Federal do Paraná, dentro de um dos processos que envolve o Lula.
O pedido de anulação foi feito pelos advogados Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e Sepúlveda Pertence, informou na quinta-feira 20 o jornal Folha de S.Paulo.
Isso ocorre depois de vir à tona o relatório de um delegado da PF, onde conclui que trechos da delação do ex-ministro Palocci não têm provas.
Fonte: Gazeta do Brasil

Postar um comentário

0 Comentários