PROJETO DE LEI NA ESCÓCIA PODE PROIBIR A BÍBLIA POR “DISCURSO DE ÓDIO”

Por Oliver
O projeto de lei conhecido como “Crime de ódio e ordem pública”, criminalizaria qualquer material que faça uma "minoria" se sentir ofendida
Cristãos escoceses alertaram que os ensinamento da Bíblia podem se tornar ilegais. Um projeto intitulado “Crime de ódio e ordem pública” pretende criminalizar qualquer material que desperte ódio contra minorias, informou o portal Estudos Nacionais
Católicos e evangélicos escoceses temem que o ensino cristão tradicional sobre moralidade sexual, casamento e natureza humana possam se tornar infrações legais caso o projeto vire lei.
Parlamentares conservadores afirmaram que o conteúdo da lei é muito genérico, pois qualquer pessoa que porte material que faça “minorias” sentirem-se ofendidas, pode ser acusado de crime.
O chefe do Gabinete Parlamentar Católico da Escócia, Anthony Horan, alertou que o projeto consagraria a “cultura do cancelamento” em lei: “Uma nova ofensa de possuir material inflamatório pode até colocar a Bíblia e o catecismo da Igreja Católica em tal definição“.
Fonte: Senso Incomum

Postar um comentário

1 Comentários

  1. A ONU quer um líder mundial e vão entregar toda autoridade ao papa, pela paz mundial e até os países comunistas vão entrar e nesse dia, em que tirarem o livre-arbítrio aqui na terra, a Grande Tribulação cairá sobre este mundo amaldiçoado pelo pecado!

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.