ANTES DE CRITICAR TRUMP, SAIBA A VERDADE POR TRÁS DOS DEMOCRATAS

Por Roberto Motta
Na internet está cheio de textão falando mal de Trump e dos EUA, por pessoas que mal conhecem o básico do Brasil, que de repente vira analista geopolítico. É precisa fazer um detox ideológico nessa turma. Assim vamos ajudar. Vamos lá:
1. Nos EUA pessoas de esquerda são chamadas de LIBERAIS. Por isso, quando dizem que o partido Democrata é o partido dos liberais, isso quer dizer que é o partido da esquerda. Nada a ver com o signficado que "liberal" tem no Brasil e na Europa.
2. O maior presidente da história dos EUA, aquele que acabou com a escravidão – Abraão Lincoln – era do Partido Republicano.
3. A 13a emenda da Constituição americana, aquela que acabou com a escravidão, foi aprovada em 1865 com 100% de apoio do Partido Republicano e apenas 23% de apoio do Partido 
4. A Ku Klux Klan foi criada em 1865 por membros do Partido Democrata do sul dos Estados Unidos, em oposição ao governo Republicano, para intimidar os negros que tentassem obter poder político.
5. Woodrow Wilson, do Partido Democrata, foi presidente dos EUA de 1913 a 1921 e um dos líderes do Movimento Progressista. Wilson era fã do filme Nasce Uma Nação (The Birth of a Nation), que glorificava a Ku Klux Klan, e que foi exibido na Casa Branca.
Foi durante sua administração que o Bureau do Censo, os Correios e a Casa da Moeda dos EUA começaram a segregar e demitir funcionários negros.
6. O advogado americano Madison Grant era ativista ambiental, líder progressista e amigo de Franklin Roosevelt. Madison escreveu O Fim da Grande Raça (The Passing of The Great Race), livro em que denunciava a perda da hegemonia das raças nórdicas.
O livro de Madison Grant foi traduzido para diversas línguas e publicado em vários países, inclusive na Alemanha, onde caiu no gosto de um certo político nacional-socialista. Hitler chamava o livro de sua “bíblia”.
7. Os enormes gastos militares do governo americano e seu relacionamento promíscuo com a indústria bélica (o industrial-military complex) foram primeiro denunciados por Dwight Eisenhower, o 34o Presidente dos EUA. Eisenhower era do Partido Republicano.
8. Saul Alinsky foi o grande teórico das organizações de massa da esquerda nos EUA nos anos 70. Seu livro Regras Para Radicais orientou os ativistas radicais de esquerda a migrarem para a política tradicional.
Militantes de grupos extremistas como os Weathermen, os Panteras Negras e o Partido Comunista entraram para o Partido Democrata. Começou a radicalização política dos EUA. As linhas mestras do que acontece na política progressista dos EUA podem ser encontradas no livro de Alinsky.Aqui vai um conselho dele: “em política, a única coisa imoral é não usar todos os meios disponíveis para chegar ao poder”.
Os EUA são a maior nação da Terra. Seu povo tem o melhor padrão de vida do planeta. Suas forças armadas são, hoje, a única barreira efetiva contra o mergulho em um mundo de destruição, fanatismo religioso e totalitarismo.
Youval Harari, em Homo Deus, explica como o arsenal nuclear americano protegeu o planeta de ser dominado pelo comunismo soviético. Foi graças às bombas atômicas americanas que hippies de todo o mundo puderam fazer protestos e fumar maconha em paz.
Antes de abrir a boca para falar mal de qualquer presidente americano, especialmente Trump, o esquerdista brasileiro deve se sentar com um copo de água com açúcar e um bom livro sobre o Brasil, para conhecer o país onde vive.
A maior ferramenta para a construção de um mundo melhor será sempre a verdade.
Roberto Motta e candidato a vereador no Rio de Janeiro pelo PSC inscrito no número 20300 ,escritor e pai, conservador na política, liberal na economia.

Postar um comentário

0 Comentários