ARTHUR LIRA DEFINE COMO ‘ABSOLUTAMENTE FORA DA CURVA’ CASO DO DEPUTADO PRESO

Por Anderson Scardoelli e Afonso Maragoni
Presidente da Câmara dos Deputados esquivou-se de responder se concorda ou não com a decisão do STF contra um parlamentarO presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), definiu como “absolutamente fora da curva” o caso do deputado federal Daniel Silveira (PP-AL). Ele falou sobre o tema na noite desta quinta-feira, 18, ao conversar com jornalistas ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).
Lira, contudo, preferiu não entrar no mérito da detenção de seu colega de Congresso Nacional —Silveira está detido no Rio de Janeiro desde a noite da última terça-feira, 16, quando o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a sua prisão por causa da divulgação de um vídeo com críticas à Suprema Corte brasileira.
“A Câmara amanhã se pronunciará soberanamente”
O presidente da Câmara limitou-se a dizer que caberá ao plenário definir se Daniel Silveira seguirá ou não na prisão. “Não há qualquer reprimenda em relação ao que aconteceu, e a Câmara amanhã se pronunciará soberanamente em relação ao caso em tela, que eu reputo como um caso absolutamente fora da curva”, afirmou, informa o portal UOL. “Espero que tenha o tratamento correto por parte da Câmara e do Judiciário”, prosseguiu. Assim, voltou a defender a harmonia entre os poderes da República.
Visita a FuxArthur 
Lira e Rodrigo Pacheco se reuniram com o presidente do STF, Luiz Fux, na noite de hoje. O presidente do Senado afirmou que a prisão de Silveira não foi o tema do encontro. Definiu o movimento como trabalho dele e de Lira em prol das conversas entre os poderes. “A democracia do Brasil está firme e forte. E o ambiente é um ambiente de paz e de busca de consenso, é isso que vamos buscar fazer a todo instante”, enfatizou Pacheco.
Fonte: Revista Oeste
Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Não sei como esses parlamentares se comungam com essa imoralidade chamada , armonia entre os poderes e que a democracia está sendo respeitada. Uma vergonha , a maioria dos políticos brasileiro não valem o que o Gato enterra.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.