Banner Acima Menu INTERNAS

BIDEN GASTA QUASE 20 VEZES MAIS QUE OBAMA PARA FINANCIAR O ABROTO

Por Cristyan Costa
O presidente dos EUA destinou quase US$ 500 bilhões à indústria que defende o interrompimento da gravidez, garante reportagem
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aumentou o volume de dinheiro dos pagadores de impostos injetado na indústria do aborto. Em quatro meses de mandato, o democrata destinou US$ 479,9 bilhões à ONG Planed Parenthood, conforme o jornal Daily Signal publicou na terça-feira 25. A quantia é quase 20 vezes maior que os recursos destinados por Barack Obama à entidade (US$ 24,7 bilhões), no mesmo período. Os dados foram compilados pelo Conselho de Pesquisa da Família, entidade conservadora norte-americana.
Connor Semelsberger, diretor de assuntos federais da instituição pró-vida, afirmou que Biden é o primeiro chefe do Executivo mais pró-aborto da história do país. “Se você olhar para os quatro anos do governo Trump, muito foi feito pelo movimento antiaborto em seus quatro anos do que nos oito anos do governo Bush para fazer avançar as políticas pró-vida”, declarou Semelsberger, ao The Daily Signal. “Agora, o governo Biden está a caminho de superar os oito anos do governo Obama em políticas pró-aborto”, acrescentou.
Saiba mais
Poucos dias depois de assumir a Casa Branca, Biden revogou normas que proibiam os EUA de financiarem ONGs abortistas estrangeiras. O democrata estabelecera, ainda, que o “Ministério da Saúde” do país tomasse medidas imediatas para a volta de regulamentações a favor da interrupção da gravidez. Além disso, rompeu com a aliança antiaborto do Consenso de Genebra, formada por 32 países, incluindo o Brasil. Conforme noticiou a Revista Oeste, Biden permitiu que recursos públicos custeiem a compra de tecido de fetos de abortos eletivos, com a finalidade de se “desenvolver pesquisas científicas”.
Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias em primeira mão. CLIQUE AQUI

Postar um comentário

0 Comentários