Banner Acima Menu INTERNAS

- PUBLICIDADE -

Rússia apresenta condições para negociar rendição da Ucrânia

Por Monique Mello
O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que a Rússia pode enviar negociadores a Belarus para discutir uma rendição da Ucrânia. Peskov afirmou que o governo de Vladimir Putin (foto) exige a “neutralidade” do país vizinho e que ele permaneça fora da Otan.
– Em resposta à oferta do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, Vladimir Putin está pronto para enviar a Minsk uma delegação russa – disse o porta-voz a repórteres, segundo agências de notícias russas.
De acordo com Peskov, os representantes incluiriam funcionários da Defesa e dos ministérios das Relações Exteriores, assim como do gabinete presidencial. A desmilitarização seria uma condição para a Rússia aceitar qualquer acordo. Ou seja, o líder russo teria o foco na obtenção da garantia do status de neutralidade da nação ucraniana e na promessa da Ucrânia de não ter armas em seu território.
— [Putin] disse desde o início que o objetivo desta operação era auxiliar [as regiões separatistas] de Luhansk e Donetsk, incluindo desmilitarizando e desnazificando a Ucrânia. Essas são partes essenciais do status neutro — afirmou.
Em uma declaração em vídeo nesta sexta-feira (25), Zelensky pediu ao presidente russo, Putin, que se reunisse com ele para conversar.
– Gostaria de me dirigir ao presidente da Federação Russa mais uma vez. A luta está acontecendo em toda a Ucrânia. Vamos sentar à mesa de negociações para impedir a morte de pessoas – disse ele em russo, em um vídeo publicado em seu canal no Telegram.
Fonte: Pleno News
Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram! 


Postar um comentário

0 Comentários