Header Ads

EXTERMÍNIO DE ABELHAS É CONSIDERADO CRIME AMBIENTAL

Matar abelhas é considerado crime ambiental no Brasil de acordo com a LEI Nº 6905 12 de fevereiro de 1998, em seu art. 29 que fala “Quem matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida” estará cometendo crime ambiental. Porém muitos órgãos competentes não se importam com esta Lei e tratam as abelhas como praga quando são chamados para removê-las, a pena para extermínio e de 6 meses a 1 anos de detenção.
As abelhas são responsáveis por 90% da polonização da população vegetal, pássaros e outros insetos também, porém em uma proporção bem menor. Por isso existem alguns apicultores que alugam abelhas para a polonização de fazendas.
A Polonização consiste em transferir células reprodutivas masculinas (núcleos espermáticos) através dos grãos de pólen que estão localizados nas anteras de uma flor para o receptor feminino (estigma) de outra flor (da mesma espécie), ou para o seu próprio estigma. Sem a polinização realizada pelas abelhas cerca de um terço de todas as colheitas que comemos teria que ser polinizada por outros meios ou produziríamos menos comida, onde acredita-se que 75% de nossas culturas sofreriam alguma diminuição na produtividade, ou seja, um pequeno inseto tem uma enorme importância em nosso planeta.
Portanto cada vez que encontrar uma abelha ou uma colmeia em seu caminho trate-as com respeito, chame um apicultor para removê-las, tenha a consciência da importância deste “inseto”, divulgue esta notícia, comente com os amigos, todos os anos milhões de abelhas são mortas por falta de informação, se salvarmos as abelhas salvaremos também uma parte do planeta.
Os bombeiros só retiram as abelhas quando há risco de ataque delas em áreas de concentração de pessoas.
A título de informação em algumas regiões da China não existe mais abelhas.
Fonte: Capturar Abelhas

3 comentários:

  1. Somos uma dupla de Apicultores aqui de Brasília e vimos parabenizar vocês Bombeiros por terem consciência da importância de preservar os enxames incidentes em áreas urbanas... No entanto, quando uma equipe de bombeiros se desloca para retirar um enxame esta ação pode desfalcar o atendimento a uma possível ocorrência de gravidade maior ex: eminência de parto, parada cardiorrespiratória,enfim... Neste sentido, vimos propor uma parceria com a corporação e colocar os nossos serviços à disposição para retirar enxames, onde vocês podem passar o nosso telefone para que em ocorrência de abelhas o cidadão entre em contato conosco que iremos ao local avaliar as características do enxame e passar o orçamento dos serviços. Somos Apicultores profissionais filiados à Associação dos Apicultores do Distrito Federal - APIDF, e realizamos remoções à vários anos com total segurança para o morador e vizinhança, trabalhando sempre à noite e com todos os EPIs necessários. Nos colocamos à disposição para maiores informações pelo nosso contato que deixamos para ser afixado na sala do COBOM: 061 99627-3051 ou 99639-3131. Ass: Apicultor Walter Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. O bombeiro está com um projeto chamado INSECTA, a intenção é preparar militares da corporação dando suporte como treinamento, materiais e roupa para fazer a eliminação das abelhas. Venho fazer essa denúncia, um animal essencial para natureza não pode ser exterminado dessa maneira.
    Vamos lutar para que isso não aconteça.

    ResponderExcluir
  3. Mano serio, eu fiquei muito puto com os bombeiros, chamaram pra remover abelhas daqhi de casa, ai eles simplesmente exterminaram elas, e elas ainda sobreviveram, elas n fazem mal a ngm e ainda o povo se incomoda com elas, ai depois eu vejo e tem papel tampando a entrada da colmeia, eu fui la e abri, serio os seres humanos sao mt maldosos, o pior é q eu n tenho dinheiro pra chamar alguem pra resgatar elas de verdade, meus pais estao cagando pra elas, triste situacao

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.