EVO MORALES CRIMINALIZA PREGAÇÃO DO CRISTIANISMO NA BOLÍVIA

Por Pd. Paulo Ricardo
Os cristãos estão encurralados na Bolívia.
O novo Código Penal do país criminaliza com penas de 7 a 12 anos de prisão o recrutamento de pessoas para organizações religiosas ou de culto. Um verdadeiro atentado à liberdade religiosa. O que deveria constar das manchetes jornalísticas e chamadas televisivas, no entanto, só foi abordado até o momento pelo jornal Gazeta do Povo.
A íntegra da nova lei, promulgada no último mês de dezembro, encontra-se disponível na internet. O artigo em questão é o 88, inc. I, que criminaliza a trata de pessoas (em português, “tráfico”):
Será sancionada, com prisão de sete (7) a doze (12) anos e reparação econômica, a pessoa que, por si mesma ou através de terceiros, sequestrar, transportar, trasladar, privar de liberdade, acolher ou receber pessoas com alguns dos seguintes fins:
[…]
11. Recrutamento de pessoas para sua participação em conflitos armados ou em organizações religiosas ou de culto.
A advogada e professora Janaína Paschoal foi entrevistada pelo jornal Gazeta do Povo e qualificou esse dispositivo do novo Código Penal boliviano como “assustador” e “inaceitável”:
Ainda que não se utilize expressamente a terminologia da criminalização da religião, é óbvio que é isso o que o dispositivo está fazendo, porque inclusive equipara o exercício da religião à luta armada [...].
Uma vez entrando em vigor este Código, os líderes religiosos de quaisquer confissões — é importante que isso seja dito — passarão a ser presos. E as pessoas que professem as fés (sic), sejam elas quais forem, também passarão a ser presas, porque o dispositivo é extremamente aberto e fica evidente que está havendo uma criminalização. Isso é inaceitável, não só à luz das Constituições nacionais, mas à luz de todos os tratados internacionais. É o caso de denunciar, sim, aos tribunais internacionais. Ainda não tem uma lesão efetiva aos direitos fundamentais desses indivíduos, mas a própria edição dessa lei já constitui uma lesão.
É importante destacar que, embora o artigo em questão não especifique credo nenhum, em um país com maioria esmagadora de cristãos — um censo recente feito na Bolívia fala de 78% de católicos e 19% de protestantes —, não há dúvida de que o alvo pretendido por esta lei iníqua não é outro senão o cristianismo.
Os cristãos, por sua vez, captaram bem a mensagem do texto legal, como se pode ver nos vídeos abaixo:
Será talvez necessário explicitar qual a ideologia por trás desse atentado à liberdade religiosa? Por que Evo Morales pretende mandar à cadeia bispos, sacerdotes e pastores simplesmente por pregarem o Evangelho?
Uma comparação feita pelo sítio católico espanhol Actuall talvez nos ajude a entender melhor a natureza do problema. O que está acontecendo hoje na Bolívia se parece muito com atitudes tomadas por ditadores como Mao Tsé-Tung e Stálin, ambos comunistas. Não sem razão Evo Morales pertence a um partido denominado Movimiento al Socialismo e, à semelhança de outra ditadura da América Latina, pretende prolongar-se indefinidamente no poder. Qualquer semelhança nãoé mera coincidência. Regimes comunistas nunca conseguiram conviver bem com a liberdade religiosa, muito menos com a religião cristã.
Esse mesmo Código Penal contém muitos outros absurdos — que estão levando inúmeros jovens bolivianos às ruas —, mas isso talvez fosse oportunidade para uma outra matéria. O que interessa saber, por ora, é que a perseguição ao cristianismo, já fortíssima em determinadas partes do mundo, agora começa a se expandir também para a América Latina, em países que fazem fronteiras com o nosso.
É evidente que ninguém está falando de decapitações e crucificações, como acontece em países islâmicos, mas o que se passa aqui, ao nosso lado, já é aterrorizante o suficiente e, como sabemos, é assim que as perseguições escancaradas e as grandes matanças começam.
Os cristãos estão sendo encurralados na Bolívia. Mas, curiosamente — alguns diriam —, tragicamente — dizemos nós —, nos meios de comunicação ninguém fala absolutamente nada.
Leia também: CASAL DE IDOSO MORRE APÓS SER ATROPELADOS NO LAGO NORTE

Um comentário:

  1. No ano de 2015, o Cientista, Fernand Pontes, provou fisicamente pela CIÊNCIA, que existe um autor como RAZÃO PRÍSTINA (DEUS) na causa do Universo e da Vida existir.
    O Brasil precisa urgente assumir sua soberania, incluindo na questão religiosa, embora respeitando as raízes judaicas, mas cabe ao povo brasileiro agora a divulgação da PALAVRA DE DEUS, como POVO ESCOLHIDO. "O Reino de DEUS vos será tirado e entregue a outro POVO que dê frutos." Mateus, 21: 43. Jesus, antes de ser morto retirou do povo Judeu a condição que tinham na divulgacão da palavra de DEUS, e podemos olhar percebendo que o povo escolhido era o povo latino, e somente agora conhecemos que a NAÇÃO é O BRASIL, terra de SANTA CRUZ.
    As religiões do Brasil precisam , urgente, compreenderem: "Meu Povo Perece por falta de CONHECIMENTO." Oséias, 4: 6. O Cientista, Fernand Pontes, ao ter provado pela CIÊNCIA que DEUS existe, cabe as religiões passarem a andar pelo caminho do conhecimento, e não pelas crenças como fazem desde a antiguidade.
    O Estado pode ser laico diante das religiões mas não diante da CIÊNCIA. O Presidente da Bolívia, começou uma perseguição contra os religiosos por não aceitarem ainda caminhar pelo caminho do conhecimento, e colocando frente da cara desse presidente e de outros que vierem buscar fazer o mesmo, que DEUS não é uma crença religiosa, mas que DEUS é realidade concreta, comprovada fisicamente pela ciência....
    Queremos ver qual Presidente da Nação, vai ter peito para contradizer a CIÊNCIA sobre a existência de DEUS.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.