MINISTROS QUE VOTARAM PELA SOLTURA DE LULA, JÁ NÃO USARIAM MAIS A TOGA SE NÃO FOSSE A PEC DA BENGALA


Por Bombeiros DF
Quatro ministros não fariam mais parte da atual composição do STF caso a PEC da Bengala não tivesse sido aprovada.
Em seu formato original, a PEC da Bengala determinou que a aposentadoria compulsória dos juízes dos tribunais superiores do Brasil será aos 75 anos de idade e não aos 70. Ela foi promulgada em 2015 pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (MDB-AL).
Sem a PEC da Bengala hoje não vestiriam mais a toga do Supremo Tribunal Federal os magistrados que votaram a favor da soltura do ex-presidiário Lula:
-Rosa Weber,
-Celso de Mello,
-Marco Aurélio
-Ricardo Lewandowski.
A deputada Bia Kicis, idealizadora da proposta de revogação da PEC da Bengala, já conseguiu reunir assinaturas necessárias para protocolar uma proposta de emenda constitucional (PEC) na câmara federal. Neste momento o apoio popular para a proposta ter tramitação é fundamental.



Nenhum comentário:

Obrigado pela sugestão.

BOMBEIROS DF. Tecnologia do Blogger.