‘SUPER COMPUTADOR’ QUE FALHOU NAS ELEIÇÕES FOI COMPRADO SEM LICITAÇÃO

Contrato no valor de R$ 26,2 milhões foi publicado no “Diário Oficial da União”
Responsável pelo maior vexame eleitoral do país desde o fim do voto em cédulas, o “supercomputador” usado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste domingo, 15, foi comprado sem processo de licitação. O contrato no valor de R$ 26,2 milhões foi publicado no “Diário Oficial da União” no dia 25 de março deste ano. A beneficiada é a empresa Oracle do Brasil.
De acordo com a BBC News Brasil, usando a ferramenta Siga Brasil, do Senado Federal, R$ 19,5 milhões já foram empenhados — jargão orçamentário para compromisso de gastos.
Fonte: Oeste

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Falta o presidente criar coragem e meter o exercíto nesses corruptos que querem o comunismo no Brasil . Se isso não acontecer estamos fritos é tanta bandidagem que não tem números de tantos que tem .meu Deus que será desse planeta Terra ??????

    ResponderExcluir

Obrigado pela sugestão.