TESTES DOADOS PELA VALE AO BRASIL TEM ATÉ 75% DE RISCO DE ERRO: VIERAM DA CHINA

Por Bruna de Pieri 
Os testes rápidos para a Covid-19 comprados pela empresa Vale para o Brasil têm “limitações importantes”, de acordo com o Ministério da Saúde. 
O órgão pediu análise de qualidade dos testes a um laboratório privado, que apontou 75% de chance de erro em resultados negativos para o vírus chinês. 
O porcentual de erro cai para 14% em exames positivos,  que apontam a infecção. Desta forma, o governo sugeriu que o produto seja aplicado apenas em pessoas que apresentam sintomas da Covid-19 há ao menos sete dias, para evitar diagnóstico falso. 
O Ministério da Saúde, desde o anúncio do uso dos testes rápidos, já determinava que o produto seria aplicado apenas em quem está na linha de frente do combate  à doença, principalmente profissionais de saúde. 
O ministério afirma ainda que está elaborando um documento com recomendações para uso do produto para que o resultado seja “coerente com o que o teste pode oferecer”, de acordo com o Estadão. 
Fonte: Terça Livre 

Postar um comentário

0 Comentários